quarta-feira, 1 de agosto de 2007

O pastor ilustre

Orando a Deus, Davi diz: “trataste-me como a um homem ilustre, ó Senhor Deus” (I Cr 17:17). Ele reconheceu a grande graça que o tirou “do curral, de detrás das ovelhas, para que [fosse] chefe” de Israel (I Cr 17:7) — não tratando-o conforme ele merecia ser tratado, mas derramando sobre ele bênçãos que ele nunca esperava receber.

E nós? Merecendo a morte, recebemos vida. Sendo dignos de condenação eterna, fomos feitos filhos de Deus e abençoados com “todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo”. Certamente, Deus tem nos tratado como a pessoas ilustres! A Ele seja dada toda a glória.

Tudo que tenho foi dado a mim,
Fruto de Graça que nunca tem fim;
Não pelas obras — só pelo crer —
Fui salvo sem nada merecer.

Salvo sem nada merecer.
Eis minha história, a Deus seja a glória,
Fui salvo sem nada merecer.


© W. J. Watterson

Postar um comentário